Movimento Sindical

De maneira geral, podemos dizer que o sindicalismo rural no Brasil surgiu a partir do ano de 1960, sendo que o ano de 1961, que marca o movimento da legalidade, é um ano de referência no sentido destas lutas. De 1961 a 1964, os movimentos sociais acompanharam e ocuparam os espaços dentro das tentativas do governo Goulart, de implantar as reformas de base, na tentativa de organizar o país internamente e sustentar as responsabilidades do mesmo perante seu endividamento externo.

Em 1964 o golpe militar, aos poucos, foi tirando dos trabalhadores os direitos de reunião e limitou drasticamente os direitos democráticos, pois fechou o congresso, eliminou as eleições, dentre tantas ações condenáveis de um regime de exceção.

Movimento SindicalCom isso surgem os movimentos sociais precursores de várias lutas no campo, destaque especial ao MASTER – movimento dos trabalhadores rurais sem terra – RS e as Ligas Camponesas – organizadas por Francisco Julião no Nordeste (PE).

A Igreja Católica através da pregação de que o camponês vivia em condições de vida muito difícil, e sem amparo de leis, previdência e aposentadoria pois notadamente até este período os trabalhadores rurais, não tinham nenhum direito.

A igreja então, neste período, criou a FAG, em 1969 com duas bandeiras: aposentadoria e saúde. Em 1962  através de reuniões, congressos etc. a igreja criou o sistema “J”: JAC, JEC, JOC e JUC com a intenção de criar os sindicatos católicos e não comunistas, assim ajuda a formatação de uma base de contraponto (junto ao movimento golpista militar), em 1963 os sindicatos organizam a FETAG incluindo os municípios de POA, Taquari, Santa Maria, Caxias, Veranópolis, Antonio Prado, Torres, Farroupilha (4 STR são da serra).

Em 1970 havia sido iniciado um trabalho através de programa do governo Estado. Quirino Signori e João Seibel, juntamente com as esposas, começam o trabalho de conscientização das lideranças, quando surge a figura dos educadores rurais no resto do estado.

Em 1979 unificando as sub regionais da FETAG. Em 78 haviam surgido os grupos de mulheres da serra.

Assim a FETAG começa a implantar em várias regionais a figura dos educadores sindicais. Este processo, na época, para eclodir, foi com muita luta, e muita persistência e determinação da regional.

Desenvolvimento - X-NEO Sites Inteligentes
RSS
STR 2006 - Todos os direitos Reservados.
Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias do Sul - Email
Política de Privacidade - Mapa do site - Sobre o site